Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Sistema Faepa/Senar apresenta resultados de capacitações destinados a adolescentes da Fasepa

Sistema Faepa/Senar apresenta resultados de capacitações destinados a adolescentes da Fasepa

Com o propósito de executar medidas socioeducativas para a integração social de adolescentes com restrições de liberdade, o Sistema Faepa/Senar vem atuando por meio da oferta de capacitações que viabilizem novas perspectivas aos jovens atendidos pela Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa).


Na manhã desta sexta-feira, 13, foram apresentados os números referentes às ações realizadas em 2020 e no 1° semestre de 2021, com o objetivo de prospectar as ações a serem realizadas no 2° semestre deste ano, assim como a possibilidade de gerar medidas que visem lucro com a venda dos produtos gerados nas capacitações.

 

O coordenador técnico pedagógico do Senar, Luiz Carlos Almeida e o supervisor Técnico do Senar, Júlio Pires, apresentaram os resultados para integrantes do Ministério Público, da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).


De acordo com os resultados, em 2020, 201 adolescentes foram capacitados por meio de 43 turmas das cidades de Belém (10), Ananindeua (20), Marabá (4), Santarém (4) e Benevides (5). Dentre os cursos realizados no ano passado foram disponibilizados os ensinamentos sobre produção de mudas, eletricista, produção de hortaliças, floricultura, confecção de bolsas e compostagem orgânica. Na oportunidade, 55 servidores também fizeram os cursos do Senar.


No que se refere aos números do 1° semestre de 2021, 153 adolescentes já foram capacitados, assim como cinco servidores. Para a execução das qualificações foram necessárias 33 turmas, sendo de Belém (15), Ananindeua (14), Marabá (2) e Benevides (2). Os cursos foram similares aos ofertados em 2020, acrescidos da qualificação de pintura em tecido.


O coordenador Técnico Pedagógico do Senar, Luiz Carlos Almeida, disse que “o próximo passo depois das capacitações é ajudar os jovens a empreender com as informações adquiridas. Por isso, o Senar está à disposição para também ajudar no que for preciso para as feiras, porque será uma oportunidade de proporcionar a venda dos produtos e gerar ganhos financeiros para essas pessoas que se encontravam em risco social e que agora possuem outras perspectivas de vida”, explicou.


O supervisor Técnico do Senar, Júlio Pires, informou que existem capacitações em curso e que os produtos obtidos poderão ser utilizados para venda na feira que está sendo elaborada para ocorrer na segunda semana de setembro, na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). “Com o trabalho dos adolescentes, por meio dos resultados dos cursos do Senar, eles poderão oferecer nas feiras as plantas ornamentais, compostagem orgânica, mudas, artesanato e até alimentos produzidos nos cursos de panificação”, avisou.


Texto e fotos: Sistema Faepa/Senar


 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível