Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Fasepa dá início a Formação Continuada com rede socioassistencial.

Fasepa dá início a Formação Continuada com rede socioassistencial.

A Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) dá início ao Projeto de Formação Continuada que está sendo realizado na Faculdade Estácio do Pará- FAP, em Belém (PA), desde a última segunda-feira (18.02). A iniciativa visa qualificar os profissionais que atuam na execução das medidas socioeducativas no Pará, com o intuito de aprimorar os fundamentos teóricos e metodológicos da prática socioeducativa, em conformidade com o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE).
 
“Estamos aqui para aprender e contribuir para a discussão em prol de um saber comum”, frisa a socioeducadora Marizete Silva, que integra o Serviço de Assistência Social (SAS), da Fasepa. Ela diz que “apesar de já está a oito anos trabalhando com adolescente em conflito com a lei, é comum achar que já sabe tudo sobre o tema. Porém, quando surge uma oportunidade como essa, é que a gente passa a reavaliar o nosso trabalho”, conclui a participante.
 
                                                         
                                                    Aprendizagem- Alunos dialogam e trocam experiências durante a aula.
 
As disciplinas que compõem a grade curricular de cada módulo, foi previamente discutida e analisada pela equipe técnica da Fasepa, para em seguida ser repassada e elaborada pelo corpo docente da FAP. As aulas estão sendo ministradas por doutores, mestres e especialistas em diversas áreas do conhecimento; como Direito, sociologia, Psicologia, outros.
 
Este é o primeiro módulo que aborda o tema Infância, Adolescência, Família e Sociedade; ministrado pela professora Sandra Brandão, que não escondia o entusiasmo por está contribuindo para uma discussão reflexiva com a turma. “Nós queremos fazer com que eles tenhamuma visão mais cristalina e crítica das relações sociais, humanitária e fraterna com os adolescentes”, esclarece, que continua “nós temos que passar a olhar não apenas as características da personalidade deste jovem, e sim, entendê-lo como produto de uma história de vida e de um contexto social”, avalia a professora.
 
                                                          
                                                        A prof. Sandra Brandão (foto) estimula os alunos na construção do saber
 
Na opinião do assistente social, do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS-Marituba), Luiz Carlos Baia, um dos principais legados da atividade, é a articulação e o fortalecimento da Rede de Serviço. “A gente têm uma Rede socioeducativa, que ainda apresenta algumas fragilidades; precisamos nos reconhecer entre si e trabalhar para corrigir ou minimizar esses pontos falhos”, aponta Baia. Ainda de acordo com ele, estabelecer uma comunicação mais efetiva e coesa com os demais atores integrantes do Sistema de garantia de Direitos é pensar em políticas sociais voltadas para reduzir a incidência de adolescentes em conflito com a lei.
 
Projeto- A psicóloga do Núcleo de Gestão de Pessoa (NGP), da Fasepa, Ana Pessoa, define o Projeto como “ponto primordial na capacitação qualificação do atendimento socioeducativo, e a eficiência da equipe assistencial da Fasepa, e demais órgãos e entidades sociais” ressalta Pessoa. O curso possui 10 módulos, divididos em temas específicos; com uma carga horária de 160h. O primeiro módulo encerra no dia 22.03. O lançamento do projeto ocorreu no dia 01 de fevereiro, com um Seminário de Abertura. A ação está sendo realizada em conjunto com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH). Além da Fasepa, participam profissioanais do Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJEPA), Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE-Pa), Corpo de Bombeiros Militar do Pará, CREAS.
imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível