Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Unidades da Fasepa realizam programação em alusão ao Círio de Nazaré

Unidades da Fasepa realizam programação em alusão ao Círio de Nazaré

O Círio de Nazaré, além de ser um evento que faz parte da cultura paraense, é considerado a maior manifestação católica do Brasil e afeta diversos segmentos do estado, desde a religiosidade à economia. Com o intuito de adentrar nesse universo multifacetado da festividade e também proporcionar momentos de reflexões e orações, a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fasepa) contou com uma programação do Círio em algumas de suas unidades com a participação dos servidores e socioeducandos. Foram momentos para celebrar a data trabalhando em cima de alguns eixos como educação, arte, cultura e espiritualidade, previstos na legislação socioeducativa.

 

 

 

A Unidade de Atendimento Socioeducativo (UASE) Ananindeua 3, localizada na Região Metropolitana de Belém, promoveu o projeto “Sabor e Arte”, em parceria com a equipe pedagógica da Secretaria de Estado de Educação (SEDUC) que atua na socioeducação, no qual os jovens inseridos no sistema socioeducativo tiveram dinâmicas em salas de aulas para aprenderem sobre a importância da festa para o povo paraense por meio de aulas de canto, leituras, escritos e produções artísticas com artesanatos e pinturas.

 

 

 

A Gestora da UASE, Helennice Rocha, conta como foi o processo de desenvolvimento da dinâmica para chegar no evento. “Nós construímos esse momento junto com os professores da Seduc, no qual os meninos participaram de várias aulas referente às questões culturais que envolvem o Círio de Nazaré e durante quase um mês eles prepararam todo um cenário junto com a equipe de oficineiros para que eles entendessem o que representa esse contexto no Pará”, explica Helennice.

 

 

O evento se mostrou extremamente enriquecedor para os socioeducandos, uma vez que a maioria nunca havia participado de uma atividade cultural com essa proposta. Como ressalta a pedagoga da unidade, Lucimara França. “Nós iniciamos conversando com a equipe da Seduc para criar um projeto voltado para a festa do Círio de Nazaré, não de cunho religioso, mas sim pedagógico mesmo, que envolvesse todas as questões sociais, culturais, econômicas, gastronômicas. E, com essa contextualização, hoje temos uma exposição do trabalho dos jovens, além da apresentação de um coral junto com o coordenador da Seduc”, destaca Lucimara, contando que se trata de um momento voltado não apenas para quem segue a religião católica.

 

Esse envolvimento das diferentes equipes que atuam na socioeducação favorece tanto durante o processo quanto o resultado do trabalho, como ressalta o Coordenador da Seduc, José Augusto Santos. “Esse projeto tem como objetivo resgatar a cultura paraense do Círio por meio de atividades que envolvessem esses socioeducandos para a culminância nesta celebração que acontece hoje. Foi todo um esforço da equipe, da gestora, do apoio pedagógico junto com a coordenação da Seduc e, claro, dos professores”, destaca o coordenador.

 

A proposta de não restringir apenas aos aspectos religiosos, oportuniza para que pessoas de diferentes crenças possam conhecer e se envolver mais com a atividade. Como aconteceu com um jovem da unidade que participou do evento e contou como foi gratificante descobrir mais sobre a importância do Círio. “Eu não sou católico, então foi um aprendizado novo para mim aqui, e gostei muito”, diz o socioeducando em relação a construção das aulas em que houve um processo de releitura de artes.

No Centro Socioeducativo Feminino (CSEF), em Ananindeua, as socioeducandas também puderam prestar suas homenagens e aprender novas técnicas de artesanato e costura nas produções de uma versão da Imagem de Nossa Senhora de Nazaré utilizando tecidos.

 

Visita da Imagem Peregrina às Unidades Socioeducativas

 

 

 

Seguindo a tradição, como já faz parte do calendário de peregrinação da Imagem de Nossa Senhora de Nazaré, a Diretoria da Festa do Círio, a Guarda de Nazaré e a Pastoral Carcerária realizaram uma agenda nos espaços socioeducativos do Estado no mês de outubro. Abriram as portas para a visita da Imagem Peregrina o Centro de Internação do Adolescente Masculino (CIAM) Sideral, o Centro de Adolecescente em Semiliberdade (CAS) 2, o Centro Juvenil Masculino (CJM), o Centro Socioeducativo Masculino (CSEM), e o Centro Feminino de Internação Provisória (CEFIP). Nas ocasiões socioeducandos, familiares e servidores participaram de momentos de celebração e oração em que se reuniram para refletir sobre o significado da festa do Círio de Nazaré.

 

Texto: Kauanny Cohen

Fotos: Benedito Júnior/ Ascom Fasepa e servidores das UASES/ Fasepa

 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível