Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Senar traz letramento para aprimorar os cursos profissionalizantes na Fasepa

Senar traz letramento para aprimorar os cursos profissionalizantes na Fasepa

O presidente da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), Luiz Celso da Silva, se reuniu, na manhã desta quarta-feira (26), com o coordenador dos cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Júlio Pires. A reunião veio com o intuito de apresentar o trabalho que já foi realizado na fundação para o novo presidente e adicionar ao calendário das atividades socioeducativas um reforço muito importante para o desenvolvimento do socioeducando, o letramento como aperfeiçoamento no processo de ensino-aprendizagem da língua portuguesa.

 


A parceria entre a Fasepa e o Senar, feita em 2020, já certificou mais de 125 adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na fundação, em cursos como: horta, produção de mudas e sementes, eletricista rural, corte e costura, e jardinagem. E para 2021, segundo Júlio, a proposta é trabalhar na manutenção das atividades que já foram implantadas em 2020, mas também, na atribuição de novas modalidades de aprendizagem.

 

“Nós vamos iniciar uma ação direcionada para que possa ajudar na questão do letramento dos adolescentes que estão sobre a responsabilidade da Fasepa. Então, o Senar vai estar acompanhando neste aspecto e colocando em prática este projeto”, ressaltou o coordenador.


Não basta ser alfabetizado, o socioeducando precisa saber ler e escrever respondendo adequadamente às demandas sociais da leitura e da escrita. A diretora de atendimento socioeducativo, Vilma Moraes, relata, justamente, a dificuldade no processo de ressocialização de alguns socioeducandos que possuem dificuldades em responder a essas demandas.

 

“Um dos maiores entraves para inserção de nossos socioeducandos em cursos profissionalizantes é sem dúvidas as práticas de leitura e escrita. E com a parceria do Senar, teremos grandes oportunidades de avançar neste campo”, disse a diretora.

 


A partir do mês de junho terão práticas significativas no campo do letramento escolar, com a participação dos profissionais do Senar, afirma o presidente da Fasepa. E enfatizou mais, “a parceria contínua entre o Senar e a Fasepa traz para nossas unidades o apoio que precisamos no campo educacional neste tempo de pandemia. Com um conjunto de aprendizados sociais de leitura e de escrita, com o objetivo de desenvolver atividades didático-pedagógicas recorrentes de uma aula dinâmica com foco no aprendizado de qualidade”.


Texto: Eduardo Quemel (estagiário)

Revisão: Franklin Salvador

Fotos: Franklin Salvador/ Ascom Fasepa


 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível