Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Fasepa assina termo de cooperação técnica com Funpapa e Associação Polo Produtivo do Pará

Fasepa assina termo de cooperação técnica com Funpapa e Associação Polo Produtivo do Pará

O Governo do Estado do Pará e a Prefeitura de Belém, por meio da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) e a Fundação Papa João XXIII (Funpapa), juntamente com a Associação Polo Produtivo do Pará (APPP) Fábrica Esperança assinaram nesta segunda-feira (1), no auditório da Sede Administrativa da Fasepa, um termo de cooperação técnica, para atender os jovens egressos da socioeducação.

 

 


Serão beneficiados com uma bolsa no valor de 485 reais por um período de seis meses os jovens de 18 a 24 anos do município de Belém, durante a realização dos cursos profissionalizantes ministrados pela APPP. Para isso, eles precisam ter passado pelo Projeto Polo Produtivo durante a internação na Fasepa e recebido progressão de medida socioeducativa para o meio aberto, quando passam a serem atendidos pela Funpapa.   

 


Para Sandra Valente, diretora-geral da Funpapa, esse acordo é importante para que se efetive o que prevê na política nacional de assistência social que é a interlocução entre as políticas públicas e a intersetorialidade. "Conseguir garantir essa parceria é uma possibilidade de encaminhamento como oportunidade para esses jovens que precisaram por contingências passar por uma situação de ato infracional", disse a diretora.   

 


A assinatura do termo vai ao encontro da política da prefeitura de Belém e do Governo do Estado de fortalecer a inclusão dos jovens no mercado de trabalho, enfatiza o presidente da Fasepa, Miguel Fortunato. "É preciso garantir para esse grupo de jovens a oportunidade na progressão de suas medidas encontrarem no município um ambiente propício para que essa política se efetive na vida deles e que eles possam ter uma inclusão social de fato. Então o eixo da profissionalização como uma estratégia da Fasepa e da Funpapa é importante para fortalecer os demais eixos e a gente consiga resultados mais exitosos nesse contexto da socioeducação", explicou Miguel.

 


Os resultados do projeto já estabelecido na Fasepa que é o Projeto Polo Produtivo na Socioeducação estão sendo estendidos como um elemento importante nessa parceria, segundo Artur Jansen, diretor-geral da APPP Fábrica Esperança. "É mais um braço de fortalecimento de uma ação do Governo do Estado que visa diminuir a reincidência do crime e oferecer a oportunidade de qualificação profissional e a experiência em uma área empresarial, viabilizando a empregabilidade e a geração de renda para o socioeducando e seus familiares", destaca Jansen. Os cursos profissionalizantes como corte e costura industrial, serigrafia e panificação serão realizados no espaço da Associação Polo Produtivo do Pará, na capital.


Texto e fotos: Franklin Salvador/ Ascom Fasepa

 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível