Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Programação socioeducativa comemora o Dia Internacional da Mulher

Programação socioeducativa comemora o Dia Internacional da Mulher

Uma programação animada, inclusiva e diversificada marcou as comemorações ao Dia Internacional da Mulher, nesta sexta-feira (08), das servidoras e adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação no Centro Socioeducativo Feminino (Cesef), localizado em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.
  
Além de fazer um breve histórico das conquistas sociais obtidas ao longo dos anos e chamar a atenção da sociedade para a valorização da mulher por meio da beleza, o encontro também teve como objetivo conscientizar as pessoas para a importância da igualdade, o respeito, a violência sexual, física e psicológica que muitas mulheres ainda sofrem nos dias de hoje, entre outros.

“É uma data importante, mas o dia das mulheres são todos os dias. Eu penso que hoje em dia muitas mulheres estão perdendo o respeito e deixando de se valorizar. Então que essa data possa fazer com que a gente pare para pensar muitas coisas”, observou umas das 14 meninas que cumprem medida socioeducativa no centro. Ainda segundo a jovem, a programação fez com que ela se sentisse ainda mais valorizada, especial e bonita. “Eu estou me sentindo uma princesa. Já fiz cabelo, maquiagem e as unhas, e estou recebendo o carinho de toda a equipe que está aqui com a gente”, finalizou efusiva a moça de 18 anos.

 
É consenso por parte dos profissionais que atuam na socioeducação de que, a figura feminina, em sua maioria, é responsável pelo acompanhamento dos jovens dentro da medida socioeducativa e os desdobramentos jurídicos associados a ela, assim como pelas responsabilidades no aconselhamento moral, educacional, espiritual e afetivo dessas pessoas na perspectiva de que esses jovens refaçam seus projetos de vida.

  
Entre as mães presentes, uma em especial chamou a atenção, digamos, pela maneira inusitada com que via a filha na unidade socioeducativa. Ela conseguia uma vez por mês a liberação junto a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), para visitá-la, já que a jovem não tem qualquer relação afetiva com o genitor. “Eu estou em liberdade há pouco tempo e, realmente, foi muito difícil está longe dela durante esses quatro anos em que eu estive presa. Mas a minha irmã sempre foi muito presente aqui com a minha filha e com a equipe daqui do espaço”, revelou. Ela seguiu dizendo que “as mulheres são muito amorosas, guerreiras e batalhadoras, por isso todas nós merecemos ser felizes e devemos celebrar a vida”, ressaltou reflexiva e esperançosa a mãe.
 
Além do Cesef, que é administrado pela Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), outras 15 unidades socioeducativas também realizaram suas programações referentes a data. Entre os parceiros que colaboraram para a realização da agenda estiveram a Igreja Universal do Reino de Deus e o DNA cursos profissionalizantes com serviços estéticos como corte de cabelo, manicure, maquiagem, limpeza facial e distribuição de brindes.
 
SERVIÇO - No próximo dia (13), às 9h, no auditório da Faculdade Estácio, em Belém, a Fasepa promoverá uma ampla programação voltada às mulheres que fazem a diferença e contruibuem significativamente para a transformação de vida dos adolescentes e jovens atendidos pela Fundação.
 
Texto e foto: Alberto Passos/ Ascom Fasepa

 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível