Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Linguagem teatral auxilia jovens a superar adversidades em unidade da Fasepa

Linguagem teatral auxilia jovens a superar adversidades em unidade da Fasepa

Luz, câmera, socioeducação...! A adaptação da frase popularmente conhecida nos set de filmagens, ganha contornos de superação e esperança durante a aula inaugural da oficina de clow [linguagem teatral], realizada ontem no Apoena, localizado em Ananindeua, na Grande Belém. As aulas possibilitam que os participantes tomem consciência corporal, conheçam técnicas circenses, caracterização do personagem, técnicas de respiração.


Criar condições pedagógicas propícias para o aprendizado, o desenvolvimento pessoal e a inclusão social de dezenas de adolescentes e jovens autores de atos infracionais, é um dos objetivos da ‘Olimpíada de Inverno da Socioeducação’. A iniciativa, que vai até o final de março, reúne diversas modalidades esportivas, jogos lúdicos e culturais, promovido pela Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) em todas as 15 unidades socioeducativas administradas pela Fundação.

 

                  


Sob os holofotes de dias melhores, as oportunidades de (re) descobrir vão sendo evidenciadas em cada sorriso, nos olhares atentos na didática do professor, nos gestos contidos, mas que denotam a vontade de aprender e trilhar outro caminho, como explica o jovem Pedro (*nome fictício) que cumpre medida socioeducativa de internação no Centro Juvenil Masculino (CJM).


“Eu já fiz aula de circo quando eu era mais novo na minha cidade e eu gosto muito. Aprendi a fazer malabares com alguns objetos e outros truques do circo. A gente tem que aproveitar as oportunidades que dão e seguir um caminho onde a nossa família e as pessoas sintam orgulho da gente. Eu quero aproveitar essa aula para melhorar cada vez mais”, revelou o rapaz de 14 anos, que é do município de Parauapebas, localizado no sudeste do Estado.

 

                                                                 


Parceria - A Olimpíada de Inverno da Socioeducação é realizada em parceria com os professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que atuam nas unidades socioeducativas da Fasepa e está inserida no Projeto Ressignificando Caminhos na Socioeducação. A iniciativa visa disponibilizar e garantir a participação dos socioeducandos em diversas ações educativas que favoreçam a coletividade, a competitividade e a conquista da cidadania.


Cerca de 20 jovens participam da oficina de clow. A programação é uma das mais de dez atividades oferecidas aos jovens, entre modalidades esportivas, recreativas e jogos lúdicos. Entre elas futsal, basquete, vôlei, oficina de quadrinhos, Feira Socioambiental, jogos de tabuleiro, ping-pong, entre outros.


O arteeducador teatral, que ministra a oficina, Emiliano Picanço, observa que esse momento é de descoberta e a construção artística desse personagem que é o palhaço. “Essa oficina permite que os jovens ultrapassem suas limitações por meio do movimento, da interpretação, do sonho, de brincar e não percam a alegria e a esperança acreditar em mundo melhor e cheios de boas oportunidades”, ressaltou Emiliano.

 

                                                               


Texto e fotos: Alberto Passos/ Ascom Fasepa
 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível