Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Reforma de três unidades da Fasepa amplia horizontes dos socioeducandos

Reforma de três unidades da Fasepa amplia horizontes dos socioeducandos

 

(Agência Pará de Notícias)

 

Seis meses. Esse é o período que um adolescente de 16 anos está em processo de socioeducação no Centro Socioeducativo Masculino (CSEM). O local passa por reforma de ampliação e, em um das salas, os jovens internados se dedicam ao curso de panificação e confeitaria. “Decidi fazer esse curso para melhorar de vida quando eu sair daqui. Descobri que levo jeito pra panificação e já penso nisso como futura profissão”, disse o adolescente.

 

 


O curso é uma das opções para adolescentes que estão em processo de ressocialização em uma das 15 unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa). Alguns espaços passam por reformas. Assim que forem entregues, novas oportunidades de capacitação voltadas para o mercado de trabalho estarão disponíveis.

 

 


No CSEM, as obras começaram no final de 2015 e a inauguração oficial do centro reestruturado irá acontecer até o final deste ano. A reforma estrutural cumpre o que determina o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), garantindo a segurança dos adolescentes e servidores, ao oferecer atividades pedagógicas, cursos profissionalizantes e oficinas culturais, além de buscar a ressocialização dos internos em um ambiente arejado e confortável.

 

 


Com a ampliação, o Centro Masculino passará a ter 74 vagas para socioeducandos, distribuídas em três alas. Antes, eram 30 vagas em uma ala. Todas as acomodações terão beliches e janelas com tubos em ferro galvanizado, o que proporciona mais segurança, iluminação e ventilação aos alojamentos.


No projeto também consta a ampliação de áreas urbanizadas e verdes nas dependências da unidade, que vai contar com uma quadra poliesportiva coberta.

 

 


Piscicultura - Dos 50 adolescentes internados no CSEM, 40 são do interior do estado. No local, foi criado um tanque para a criação de peixes. “Quando identificamos que a maioria dos adolescentes veio do interior, de lugares com rio, dei a ideia de fazer esse tanque para ocupar ludicamente o dia a dia desses meninos”, disse Anderson Benevides, administrador da unidade.


CIAM Marabá - Também com entrega prevista para o final deste ano está o novo Centro de Integração do Adolescente Masculino (CIAM), no município de Marabá. As obras de reforma e ampliação da unidade seguem as diretrizes do Sinase, com espaços de salas de aula que promovam a integração entre os alunos, espaços aperfeiçoados de arte, cultura e panificação, além de alojamentos mais confortáveis e ventilados. De 30 vagas, o CIAM Marabá vai passar a oferecer 44 vagas.

 

 


CIAM Sideral – Um novo bloco com três alojamentos protetivos está sendo construído no Centro de Integração do Adolescente Masculino (CIAM) Sideral. A entrega das obras de reforma e ampliação começaram em julho deste ano e devem ser concluídas até fevereiro de 2018. No CIAM, o adolescente é acolhido durante 45 dias, até ser decidida a medida para o cumprimento de sua medida socioeducativa.

 

 


“Essas obras favorecem toda a comunidade socioeducativa, porque esses espaços foram pensados de forma pedagógica, para promover o desenvolvimento social dos adolescentes. Temos espaço desde o atendimento técnico, até espaços que favorecem a reflexão do ato infracional que esses jovens cometeram lá fora. Quando conseguimos promover nossas atividades de cultura, educação, esporte, lazer e empreendedorismo com melhor estrutura física, você tem um maior desenvolvimento desses adolescentes e a maior participação da família”, destacou Simão Bastos, presidente da Fasepa.

 

 


Números – Em 2015, a Fasepa atendeu 845 adolescentes e jovens. Isso nas unidades de internação e semiliberdade. Já em 2016, 1.115 adolescentes e jovens passaram pelas unidades de internação e semiliberdade da Fundação.


No primeiro quadrimestre de 2017, 538 adolescentes deram entrada nas unidades socioeducativas da Fasepa, sendo 509 do sexo masculino (94,61%) e apenas 29 do sexo feminino (5,39%). Atualmente, a Fasepa conta com 440 adolescentes custodiados em suas unidades. Desse total, 111 cumprem medida de internação provisória, 297 de internação e 32 de medida de semiliberdade.

 

 


Hoje, a Fasepa conta com 15 unidades socioeducativas, incluindo a de atendimento inicial (onde fica localizada a DATA, Juizado e Promotoria), internação provisória, internação e semiliberdade. Elas estão divididas na Região Metropolitana de Belém, além dos municípios de Marabá e Santarém.


Texto: Syanne Neno / Secretaria de Estado de Comunicação

Fotos: Rodolfo Oliveira / Ag. Pará

 

 

 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível