Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Fórum de Santarém recebe adolescente para estágio

Fórum de Santarém recebe adolescente para estágio

 

O adolescente T. G. S., 16 anos, foi selecionado para estagiar na secretaria do Forum da Comarca de Santarém, município da região do Baixo Amazonas. O estágio faz parte das medidas de socioeducação que o adolescente cumpre no Centro Socioeducativo do Baixo Amazonas (CSEBA), da Fundação da Criança e do Adolescente do Pará (Funcap).

 

A vaga preenchida pelo adolescente é resultado de um convênio feito entre o Fórum do município e a Funcap, após criterioso processo de seleção com outros três adolescentes que também encontram-se cumprindo medidas no CSEBA.

 

Nível de escolaridade, comportamento com colegas e técnicos, desenvoltura, o tempo em que cumpre internação e interesse pelo trabalho foram os principais pontos considerados pela equipe que avaliou os adolescentes, composta por psicólogo e assistente social da Funcap e pelo juiz da Vara da Infância e Juventude de Santarém.

 

O estigma que se cria sobre um adolescente envolvido em atos infracionais contribui para diminuir as chances de ele, nessa condição, conseguir uma vaga no mercado de trabalho ou em um órgão público.

 

Porém no Forum de Santarém, onde é a primeira vez que um adolescente da Funcap consegue um estágio em uma instituição pública, os servidores reconhecem o trabalho do adolescente e fazem elogios. “No início tínhamos receio de receber o adolescente em nosso ambiente mas com o tempo percebemos que ele possui potencial e boa assimilação, além do bom relacionamento interpessoal”, afirma Janderlina Cota, da secretaria do Forum. “Também construímos uma relação de amizade”.

 

O tempo de duração da bolsa é de seis meses, prorrogável por igual período. Durante a jornada de quatro horas de trabalho, o adolescente desenvolve atividades de reprodução de documentos, mensageiro interno e externo, entre outros serviços, recebendo remuneração mensal de R$ 600,00.

 

A  oportunidade de estágio interfere profissional e pessoalmente na vida do adolescente, como afirma Alcidéa Quintino, assistente social da Funcap. “O trabalho muda radicalmente o pensamento do adolescente. Antes ele era agitado e possuía dificuldades para compreender algumas situações. Com o passar dos meses foi melhorando consideravelmente. Hoje é um adolescente atencioso, prestativo e dedicado”.

 

T. G. S. cumpre medidas socioeducativas há pouco mais de um ano ano CSEBA, onde cursa o 1º ano do ensino médio. Segundo ele, o valor da bolsa que recebe é utilizado na compra de roupas e sapatos e recentemente adquiriu um netbook (computador portátil).  O jovem revela planos para o futuro. “Com essa oportunidade minha vida melhorou bastante. Me incentivou a continuar os estudos. 'To' querendo cursar Direito em uma faculdade”, afirma o jovem, que também participou de outras oficinas no CSEBA, como as de rádio e curso básico de informática.

 

 

imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível