Este site utiliza código Javascript.
Estou em: » Adolescentes aprendem a produzir livros no CSEBA

Adolescentes aprendem a produzir livros no CSEBA

 
 
 
 
Projeto de incentivo à produção e leitura de livros está sendo realizado no Centro Socioeducativo de Santarém (CSEBA) para estimular o gosto pela leitura em adolescentes que cumprem medidas socioeducativas no município, região do Baixo Amazonas.
 
O projeto “Casinha de Leitura” é uma parceria da Secretaria de Educação do município e a Associação Vaga Lume, organização não governamental que trabalha o estimulo à leitura entre crianças e adolescentes. 
 
Os educadores da ONG exercitam a criatividade e a produção de textos em livros artesanais com nove adolescentes abrigados na unidade da Funcap.
 
Os internos expressam no papel seus pensamentos e histórias de vida, por meio de oficinas ministradas por educadores, utilizando colagens e desenhos com materiais alternativos. Os livros possuem capa, contra-capa, diagramação e dedicatória.
 
O “Casinha de Leitura” também utiliza teatro de fantoches, jogos de leitura, rodadas de histórias, bate-papo e outras estratégias pedagógicas para despertar o interesse dos adolescentes pela atividade.
“É uma estratégia para que o adolescente descubra o gosto pela leitura e sua capacidade de narrar histórias”, afirma Jefferson Souza, coordenador do projeto.
 
Segundo o gerente da unidade da Funcap em Santarém, Ernandi Paiva, o projeto, que terá doze oficinas ao longo dos próximos meses, também é uma forma de resgatar a história de vida e a auto-estima dos adolescentes.
 
Ensino Médio - As aulas do Ensino Médio foram iniciadas ontem na unidade da Funcap, em Santarém, aos alunos que cumprem medidas no Centro Socioeducativo do Baixo Amazonas (CSEBA).
 
Convênio realizado entre as secretarias de educação do estado e do município e Funcap permite que os adolescentes continuem a cursar as disciplinas regulares.
 
É a primeira vez que aulas do Ensino Médio são ministradas na unidade, pois até o ano passado não havia demanda de alunos por este nível de ensino. Ao todo serão dez professores que irão ministrar as aulas a sete alunos na modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos), além dos alunos já matriculados para o Ensino Fundamental.
 
 
  
 
 
imagem: 
Imagem ilustrativa da notícia.
Desenvolvimento: PRODEPA Usando CMS livre - Drupal Sítio Acessível